Categoria : Estrella Assayag

Home/Arquivo por Categoria" Estrella Assayag"

Afeto

Não espere retorno afetivo de quem nunca o ofereceu.
  
Por Estrella Assayag
Existem certos lugares e determinadas pessoas que devemos definitivamente riscar de nossas vidas, como algo a ser evitado, assim como comportamentos que só serviram para nos afastar de sorrir. Insistir em manter próximo a nós quem  não nos  alegra nem soma, equivale a apertar a tecla da infelicidade mais de uma vez.
Não procure a felicidade junto a pessoas que parecem ter dificuldade em enxergar algo de positivo na vida,   que desconhecem o sentido da palavra gratidão.  Prefira estar sozinho a se acompanhar por quem jamais amenizará a sua solidão.
Não permaneça preso a ideias e pontos de vista que lhe impeçam  de avançar, de expandir suas concepções de amor, de sociedade, de mundo, que lhe mantêm preso no mesmo lugar, de forma desconfortável. Enxergue as pessoas como seres únicos e especiais, cada qual à sua maneira, entendendo que ninguém é obrigado a agir ou a pensar como você.
Não tente voltar a sorrir naqueles lugares onde sua alegria foi anulada, onde sua essência foi perdida, onde seu amor foi recusado. Não fique onde sua respiração torna-se ofegante, onde o suor frio cobre suas têmporas, onde você se sente um nada. Sempre haverá novas moradas, outros empregos, ambientes diferentes, onde nos encaixaremos sem precisar abrir mão de nossa dignidade.
Não espere retorno afetivo de quem não valoriza a sua amizade, não quer saber como você está nem sente sua falta. Não implore por aquilo que você tem condições de receber naturalmente, de coração e peito abertos, com carinho de verdade. Desprenda-se de nós que apertam e construa laços serenos com gente que sabe compartilhar e dividir, sem cobranças, sem afetação.
Mesmo que demore, somente assim olhe para trás de uma distância segura e sorria, na certeza de foi o melhor a ser feito. Porque optar por si mesmo salva e liberta. Sempre.
Foto: Pxhere
Leia Mais

Elegância é algo que se carrega

Por Estrella Assayag

Ser elegante vai além de ter bom gosto com roupas e saber se vestir. Elegância é algo que a gente carrega e não veste. Regras de etiqueta da vida e não do armário para uma vida onde elegância é sinônimo de educação e bom comportamento. Sabe o que é mesmo elegante? Ter bom senso e respeito.

Não é preciso estar em cima de um salto alto ou dentro de um terno caríssimo para ser elegante. As atitudes enfeiam pessoas que não tem bom comportamento.

A elegância está na simplicidade de um bom dia sincero para o porteiro que passou a noite toda acordado, no falar baixo quando o outro está perto, no saber ouvir quando o outro fala, e no saber sorrir quando isso é tudo o que você pode oferecer.

Uma pessoa elegante tem encantamento na voz, fala com propriedade e tem jeito com as palavras. Sabe chamar a atenção sem ser rude, saber observar sem se intrometer, sabe respeitar o espaço alheio.

A elegância está no tom da voz e no silêncio que também comunica. Na forma de se posicionar quando precisa, no jeito de ver o mundo.

Uma pessoa elegante não vive de fofocas, não inventa mentiras e não se mete em baixaria. Quem é elegante tem positividade, atrai pessoas do bem, vibra com a vida, com os sucessos, torce pelo outro, não tem inveja, carrega alegrias e otimismo, e sente com verdade. Não sabe viver de oportunismos, sabe se colocar nas oportunidades e não puxa saco nem tapete.

Elegância está no “com licença” e “muito obrigado”. No reconhecimento do esforço, na empatia e na colaboração. Está na mão que ajuda, está também na gratidão.

E quanto mais conheço pessoas, mais percebo que a elegância está vestida de simplicidade e não de rótulos e invólucros sociais. Encontrei mais elegância calçada de chinelos que vestida de etiquetas, e isso não tem haver com situação financeira, mas com referência de vida, criação e sabedoria.Encontrei a elegância no ser e não no ter, e percebi que é mais elegante aqueles que se vestem de amor.

 

Leia Mais

Terapia de Casal

TERAPIA DE CASAL (TC)
Homens e mulheres divergem nas expectativas dos relacionamentos amorosos. As diferenças começam em casa, na infância. Nos grandes centros urbanos, muitos casais já têm intimidade antes mesmo de viverem juntos ou casarem. Algumas vezes, levam para a vida a dois a crença popular que “o amor pode tudo” e que com o tempo o outro pode mudar.
Uma questão recorrente é a infidelidade e a falta de preparo para a rotina do casamento. Na experiência da dra Thays Babo, uma das queixas mais freqüentes é o uso de smartphones, aplicativos e redes sociais.
A Terapia de Casal (TC) deveria ser um dos primeiros recursos para melhorar a saúde conjugal. Muito sofrimento e mágoa seriam evitados.
Casais mais velhos têm outras causas: a síndrome do ninho vazio, a aposentadoria de um dos cônjuges (ou ambos), que obriga a reorganizar a dinâmica familiar e os papéis em casa.
Para a maioria das pessoas a ajuda psicoterápica é tida como fracasso. É importante ter em mente que todos os relacionamentos amorosos eventualmente têm altos e baixos. Crises não significam necessariamente fim do amor. Na terapia são treinadas habilidades de comunicação e aprender a escutar o outro.
O quanto antes se buscar auxílio psicoterápico- melhor. A Terapia de Casal (TC) ajuda a reaproximar e reafirmar o compromisso de ambos. Em geral, a duração é breve, se estão de acordo e comprometidos com o trabalho psicoterapêutico. Assim, cada um fazendo sua parte, o casamento pode superar crises e voltar a ser realizador e agradável.
Thays Babo (CRP 05/23827)é Mestre em Psicologia Clínica), na linha de Família e Casal e psicóloga clínica. Tem formação em TCC pelo CPAF-RIO e extensão em Terapia de Aceitação e Compromisso).

Tel: 21988714464

Estrella Assayag

Foto: Pixabay

Leia Mais

Yom Kippur: dia do perdão!

Por Estrella Assayag
No ano novo judaico não enchemos a cara, nem dançamos até o sol raiar, nem soltamos fogos de artifício. Na verdade, os dez dias entre o primeiro dia do ano, o Rosh Hashana (cabeça do ano), e o Yom Kippur (Dia do Perdão) é comumente conhecido como o dia de arrependimento. Este é um momento de introspecção séria, um tempo para considerar no que erramos no ano que termina e se arrepender antes do Yom Kippur.
Entre os costumes desse dia é buscar a reconciliação com pessoas que você pode ter injustiçado durante o ano que passou. A Tora sustenta que o Yom Kippur expia apenas os pecados entre o homem e D’s. Para expiar os erros contra outra pessoa, você deve primeiro buscar a reconciliação com essa pessoa, corrigindo o que cometeu contra ela, se for possível.
Os Judeus jejuam ao entardecer da véspera do Yom Kipur e passam o dia nas Sinagogas rezando. Esse ano será no dia 19 de setembro. Ao surgir a primeira estrela no céu é tocado o Shofar (chifre de carneiro), encerrando o jejum e o Yom Kippur. Ao final, todos emocionados se cumprimentam e se perdoam. Aproveito e peço que se de alguma forma o magoei, ofendi, humilhei ou o destratei, que sinceramente me perdoe. Afinal, estamos chegando em Yom Kipur.

Leia Mais

Rosh Hashaná- Ano Novo Judaico

Rosh Hashaná é o aniversário do universo, o dia em que D’us criou Adão e Eva, e é celebrado como o mais importante do ano judaico. Começa ao pôr do sol na véspera de Tishrei (9 de setembro de 2018) e termina após o anoitecer de Tishrei (11 de setembro de 2018).

As observâncias de Rosh Hashaná incluem acendimento de velas à noite, refeições festivas com doces durante a noite e o dia, serviços de prece que incluem o toque do shofar (chifre de carneiro) nas duas manhãs, e não fazer trabalho criativo.

A Torá institui que Rosh Hashaná, o início do ano, seja celebrado no aniversário da Criação, mas não no primeiro e sim, no sexto dia, o dia em que foi criado o Homem.

Uma das características que distingue o homem de todas as outras criaturas é o dom do livre arbítrio que D’us lhe concedeu. O homem pode usar esta dádiva em duas direções opostas. Pode escolher o caminho da destruição de si mesmo, D’us não o permita, e de tudo que o cerca; ou enveredar pela estrada certa da vida.

Somente assim poderemos avaliar verdadeiramente o nosso “eu” e o dos que buscam orientação e liderança; uma avaliação sincera que fará do próximo ano um ano cheio de conteúdo e realização proporcionais aos nossos melhores recursos e, portanto, também repleto de bênçãos Divinas, materiais e espirituais.

O LIVRO DA VIDA

Em Rosh Hashaná, após a prece da noite, cumprimentamos todos falando: Leshaná Tová Ticatêv Vetechatêm (que sejas inscrito e selado para um ano bom).

Costumes:

Shofar

A principal mitsvá de Rosh Hashaná é ouvir o Shofar, pois representamos a coroação de D’us como nosso Rei.E também o som do Shofar representa o choro do filho para o seu pai, assim também nós choramos para D’us o nosso pai .O propósito da bênção é agradecer a D’us por nos ter santificado com Seus mandamentos e nos ter dado a oportunidade de cumprir a Sua vontade. Esta bênção, em geral, é um preparo para que nossos atos não sejam realizados apenas pela força do hábito e, sim, conscientemente, sabendo seu significado e perante Quem devemos agir.

Alimentos:

Vários alimentos simbólicos são ingeridos na refeição da primeira noite de Rosh Hashaná, e um pedido é recitado para cada alimento.

Maçã
Mergulhamos uma fatia de maçã doce no mel, recitamos a bênção da fruta .
“Possa ser Tua vontade renovar para nós um ano bom e doce “.

Chalá redonda

As chalot (pão) servidas em Rosh Hashaná são redondas, símbolo de continuidade e eternidade, como o círculo que não tem começo nem fim; sem ângulos, nem arestas, um pedido para um ano sem conflitos. Costuma-se mergulhar o pão no mel em vez do sal habitual, em todas as refeições desde Rosh Hashaná até o sétimo dia de Sucot.

Mel

O valor numérico da palavra “Dvash” (mel em Hebraico) equivale ao valor de “Av Ha’Rachamim” (Pai Misericordioso): assim o mel representa a esperança de que a sentença decretada pelo Supremo Juiz seja amenizada pela Sua compaixão.

Romã

Costuma-se ingerir em sinal para que aumentem nossos méritos como os caroços da romã. Há uma explicação que a romã possui 613 caroços – o número das mitsvot da Torá.

Cabeça de carneiro, língua ou peixe com cabeça

Costuma-se ingerir um destes alimentos para que sejamos cabeça e não cauda:

– De carneiro, para lembrar o mérito do sacrifício de Yitschac que foi substituído por um carneiro.

– De peixe, para que o ser humano se multiplique como os peixes.

Estaremos comemorando a noite de Rosh Hashaná na Sinagoga Shel Guemilute Hassadim, com a memorável condução da cerimônia pelo Rabino Isaac Benzaquen. Desejamos, que todos tenham um ano especialmente doce, com saúde, fartura, alegrias e muitas bênçãos. Shaná Tová Umetuká!!!!!!!

Por: Estrella Assayag

Leia Mais

Esgotamento psicológico

Por Estrella Assayag

Nem sempre é fraqueza, às vezes é por ter sido “forte” demais.

Há momento em que desmoronamos por sermos fortes demais, por suportar demais.  O problema é que explode em situações “sem importância” as quais, em outras circunstâncias, nem daríamos importância. A gota d´água pode ser qualquer coisa que nos impeça de avançar. Então, despencamos. Literalmente.

O esgotamento psicológico é um estado de muito cansaço mental e emocional, diversas vezes acompanhado de falta de força física. Este estado de desgaste extremo é causado por excesso de recursos emocionais e cognitivos exigidos. Em outras palavras: Deixamos de dar conta de nós mesmos. É como uma sensação de “preguiça” ou “inércia” física e mental, um “peso” carregado no dia a dia.

As causas da exaustão psicológica são variáveis, embora em muitos casos há uma constante: Dar demais e receber muito pouco. O esgotamento aparece como resultado de uma entrega excessiva, seja no trabalho, aos outros, a um grande projeto. Mas também pode e aparece em situações cotidianas, tarefas rotineiras.

Na prática, é como se fizéssemos saques no nosso caixa emocional e não nos preocupássemos em obter alguma renda. Não descansamos o suficiente, dedicamos pouco tempo a nós mesmos ou recebemos pouco carinho de quem nos cerca.

Há também casos em que o cansaço mental é efeito de muitas mudanças, até mesmo positivas, em pouco tempo. Quando tudo acontece muito rápido, perdemos a habilidade de gerenciar e nos sentimos sobrecarregados. É quando a gente sente que tem tudo o que quer, mas na nossa cabeça parece ter um sensor avisando de que algo está errado.

Fadiga mental: Sintomas que indicam uma futura exaustão.

  1. Perda de energia. A sensação de exaustão geralmente se reflete primeiro fisicamente, por conta disso é normal que você se sinta sem disposição para levantar de manhã, parece que ao abrir os olhos é difícil ter coragem para o encarar o dia.

2. Irritabilidade. Um dos sintomas mais  óbvios do esgotamento é o nervosismo, irritabilidade, hipersensibilidade, porque você perde o autocontrole. Simultaneamente, passa a interpretar situações comuns como se fossem ameaças, o que faz você ficar na defensiva.

3. Insônia. É comum não conseguir dormir por conta de problemas mal resolvidos, e também que problemas sejam mal resolvidos por conta de noites ruins de sono.

4. Perda de Motivação. Quando você está esgotado psicologicamente, é comum aparecerem sentimentos de desencanto, desespero, apatia.

5. Falhas de atenção. Atenção é um dos primeiros processos psicológicos afetados pelo esgotamento. É provável esquecer mensagens, onde deixou algo importante.                                                     REGRAS A SEGUIR;

  1. Descanse! Para ser eficaz e produtivo, você necessita de descanso. É fundamental encontrar um equilíbrio as obrigações e o tempo para ficar livre e descansar. Encontre tempo para relaxar, isso será como um investimento na sua saúde!
  2. Prioridades. O dia sempre vai ter apenas 24 horas, mesmo que você queira aumenta-lo.
  3. Seja menos exigente consigo mesmo. Você não é um super homem ou uma super mulher, seja realista.
  4. Seja mais compassivo. Relacione consigo mesmo de uma forma mais positiva e compassiva. Modelo o discurso sobre você mesmo para que tenha mais confiança, no lugar de se reprimir e fazer críticas pesadas demais. O que você fala para si mesmo pode te ajudar a ser mais leve.
  5. Reencontre-se! 

Texto traduzido e adaptado de Rincon 

Foto: Pixabay.

Leia Mais

As pernas símbolo das emoções 

As pernas simbolizam o nosso caminho: são elas que nos levam para onde decidimos ir. Problemas nas pernas significam que seu caminho pode não estar correto ou que está sendo bloqueado por alguém ou uma situação complicada. Normalmente, quando estamos em conflito, com dúvidas ou rebeldia por não querermos mudar de caminho, nossas pernas somatizam, de alguma forma, esse desequilíbrio emocional.
A parte superior (coxas) rege o passado. Simboliza, portanto, sofrimentos e traumas da infância que seguramos no coração.Mágoas do passado que, por alguma comparação inconsciente, estamos revivendo no presente; sentimentos antigos que não nos permitem tomar decisões. Todo pensamento ou emoção que estão nos impedindo de prosseguir abrem brechas para acidentes, problemas vasculares, dores ou qualquer outra doença nesta parte do corpo, como forma de comunicação entre o inconsciente e o consciente.
A parte inferior (perna) rege o futuro, pois é ela que se move, primeiramente, para articular as outras partes. Se você está com medo do que possa lhe acontecer no futuro e evita tomar decisões importantes ou sente-se ameaçado por ter de ir em frente, suas pernas, certamente, terão  problemas.
Varizes
Simbolizam que o fluxo dos pensamentos está prejudicado pela revolta de estar sobrecarregado. A pessoa que não suporta o lugar onde está, fazendo prolongadamente coisas contra sua vontade, frustrada e irritada por não conseguir se realizar, bloqueia o fluxo da vida, como símbolo de rejeição contra o que está vivendo. Surgem, então, micro-vasos (vasinhos), varizes e até flebite. Isso mostra pensamentos perdidos, assim como aparentam as veias sob a pele.
Quando alguém não tem coragem ou iniciativa de mudar a situação indesejada em que vive, normalmente culpa os outros por estar infeliz. Portanto, problemas nas veias, também significam acreditar que é obrigado a ficar onde está, sem poder reagir.
Mulheres que não desejam mais ser donas de casa e estão saturadas, pessoas que vivem na dependência de outras e necessitam ser independentes, alguém que trabalha em algum lugar que já não suporta mais, ou mesmo alguém que não consegue se estabilizar por mais que tente. Esses são apenas alguns exemplos do que representam as varizes.
Literalmente falando, as varizes são como um mapa onde existem milhares de estradas que podemos seguir. Não fique preso num labirinto. Ouça seu coração e aja.
Linguagem do Corpo – Cristina Cairo    Por: Estrella Assayag
Leia Mais

COLESTEROL: DISTÚRBIOS, DIAGNÓSTICO E CONSEQUÊNCIAS

Por Estrella Assayag

O colesterol é uma das formas de gordura encontradas no nosso organismo, sendo precursor de hormônios como os estrogênios, a vitamina D e ácidos biliares. Parte do colesterol do nosso organismo é produzido pelo fígado, e cerca de 30% advém da alimentação. Para circular no sangue, ele se liga a proteínas que definem os tipos: LDL (colesterol ruim), HDL (colesterol bom) e VLDL. Outras formas de gorduras do nosso organismo são os ácidos graxos, triglicerídeos e fosfolipídios.

Apesar de não termos valores de normalidade diferentes entre homens e mulheres, existe oscilação dos níveis de colesterol ao longo da vida da mulher. Assim, durante a gestação são esperados níveis elevados de triglicerídeos e do VLDL, para oferecer maior quantidade de nutrientes para o feto e manutenção da placenta. A alimentação das gestantes deve conter mais peixes ricos em ômega 3 como salmão, atum e sardinha que contribuem para a manutenção dos níveis do bom colesterol.

Na menopausa, a diminuição da produção de estrogênio é acompanhada da redução do HDL e aumento de LDL e dos triglicerídeos, expondo a mulher ao risco de doença cardiovascular três a sete vezes maior do que na pré menopausa. Sem sintomas específicos, o diagnóstico depende da dosagem no sangue. Podem ocorrer, especialmente na forma familiar, placas amareladas na pele, nos tendões e nos olhos (xantomas) pelo depósito do colesterol.

A dosagem dos lipídios (gorduras) no sangue pode ser feita após jejum de 12 horas ou sem jejum, com valores de normalidade diferentes:

Colesterol total 190 com e sem jejum

LDL 130 com e sem jejum

HDL 40 com e sem jejum

Triglicerídeos 150 com jejum e 175 sem jejum

As causas do problema estão tanto em fatores hereditários como em uma dieta rica em gorduras, no sedentarismo e na diabetes. Por esse motivo, é primordial seguir uma dieta saudável, com baixa quantidade de gorduras saturadas e açúcares.

O colesterol alto gera consequências graves para o organismo, como a formação de placas de gorduras nas artérias (aterosclerose), pressão alta, infarto, derrame e doença circulatória das pernas.

Havendo o diagnóstico, são feitas recomendações sobre a alimentação, prática de exercícios, interrupção do tabagismo e outras mudanças no estilo de vida, além de, em alguns casos, ser necessário o uso de medicação.

Lembrando que o melhor remédio será sempre a prevenção, tente adotar estilo de vida mais equilibrado e consulte seu médico.

DRA LUCIANA SOUZA

*CARDIOLOGISTA . Rua Jardim  botânico  568/320 (RJ) 9671807819

Leia Mais

A inveja

Muito pior que desejar ser como o outro ou acreditar que o outro é melhor, é não lutar para desenvolver um trabalho honesto consigo próprio para obter os méritos daqueles que colhem os louros de seus plantios.
O invejoso na maioria das vezes, muito insatisfeito com sua incapacidade e com seus feitos, baixa seu nível energético ao ponto de vingar-se do seu objeto de desejo tentando denegri-lo de forma vil e mentirosa.
ão contente com sua vida e seus feitos, além de não agir de forma a obter os méritos de bons trabalhos, ele começa a ser o algoz daqueles que verdadeiramente lutam e trabalham para fazer a diferença para si próprio, para o outro e para o mundo.
A grande ilusão do invejoso é que ele acredita que pode encobrir o brilho do Sol.
Não se pode encobrir o brilho do Sol. Aquele que nasceu para brilhar, irá brilhar você querendo ou não, mesmo em dias nublados.
Se você se identifica como alguém invejoso lembre-se, você é único, se deseja brilhar e não sabe como, tenha a humildade de aceitar o auxílio daqueles que brilham e aprenda com eles, descobrindo em você o seu verdadeiro dom na Luz, como eles um dia fizeram, mas lembre-se, para todo sucesso nesta vida é necessário responsabilidade, dedicação, amor e muito trabalho.
O caminho mais fácil sempre será alternativa para aquele que não tem capacidade de seguir adiante. O incapaz sempre critica aqueles que fazem, nunca porque fazem o bastante e sempre porque julgam que eles sempre fazem demais.
Para aquele que se sente invejado, lembre-se, no final sempre será entre você e Deus.
Faça uma oração de proteção, peça para Deus continuar te abençoando e lhe dando forças, não desista de seus ideais e objetivos, continue dando o seu melhor, seja humilde e tenha certeza que, quem não estiver na sua energia será afastado e não se lamente por isso pois, terá sido um livramento.
A maior característica de todo invejoso é a incapacidade de ser grato. Cuidado com essas pessoas, afaste-se delas e siga sendo sempre muito feliz, você merece, fez por merecer e assim sempre será.
Siga na luz, na paz e Amor.
Por: Estrella Assayag
Leia Mais

Cuidado com Seus Desejos…

(porque correm o sério risco de se realizar)

 

Por: Estrella Assayag

 

“Existem mais lágrimas derramadas por pedidos realizados do que pelos que não se realizam.”

Os cabalistas ensinam: Criamos Nossa Realidade.  Ao perceber isso, podemos assumir o controle de nossa vida e do nosso destino.

Somos o Que Pensamos!

 

“Mantenha seus pensamentos positivos, porque seus pensamentos se tornam suas palavras.

Mantenha suas palavras positivas, porque suas palavras se tornam seu comportamento.

Mantenha seu comportamento positivo, porque seu comportamento se torna seus hábitos.

Mantenha seus hábitos positivos, porque seus hábitos se tornam seus valores.

Mantenha seus valores positivos, porque seus valores se tornam seu destino.”

 

O Importante: Controlar nossas Mentes

O que está em nossa cabeça, torna-se nossa realidade. Isso explica porque duas pessoas que vivem a mesma experiência, muitas vezes juntas, apresentam impressões absolutamente diferentes.

Tudo sempre depende do olho do observador, que nesse caso, somos nós… o olhar de nossas mentes sobre nós mesmos e nossas experiências, é que determina nosso bem estar. Quem não se encontra em paz, por exemplo, não sentirá paz em lugar algum. Quem não ama ou perdoa a si mesmo, não amará nem perdoará outra pessoa.

Por isso os cabalistas sempre lidam com tudo no interior de seu ser, onde sabem que a alma contém todas as respostas. Esperar algo de fora é perder o controle sobre a própria vida e o próprio destino.

Existe um dos 72 Nomes Sagrados que ajuda a controlar nossos pensamentos:

Áin, Lamed, Mem

Quando meditamos nesse nome, desligamos todos os pensamentos destrutivos que emanam de nossos egos. Um brilho suave alivia a mente atormentada, atrai e estimula idéias novas.

Ajuda a remover pensamentos de confusão, julgamento ou crítica, trazendo ideias positivas. Essas letras possuem a mesma pronúncia do que a palavra “Olam” em hebraico, que significa mundo; então podemos meditar que estamos iluminando nosso mundo pessoal.

Ninguém veio para salvar o mundo inteiro, mas todos viemos para salvar nosso mundo interno; e só nós podemos fazer isso.

A forma mais eficiente de ajudar todos é que cada um faça seu trabalho espiritual pessoal, pois nos mundos elevados somos todos um: fragmentos da alma única de Adão e Eva, no Paraíso. Estaremos contribuindo com nossa parte.

Assim, trazemos a ordem que sempre existe sob a ilusão do caos.

A soma desse Nome Sagrado é 700, a mesma da palavra Malachim, que quer dizer: anjos; também 10 vezes a soma de Adão e Eva (70), a alma primordial do ser humano, que une a todos nós.

Shabat Shalom

Explanação concedida pelo Professor de Cabala Fernando Martins, São Paulo.

 

Leia Mais