Categoria : Social

Home/Arquivo por Categoria" Social"

90 anos de Luiz Carlos Barreto

O aniversário do produtor de cinema Luiz Carlos Barreto nos faz lembrar de muitas obras icônicas que tiveram sua marca. Cinema Novo? Ele estava lá, foi diretor de fotografia em Vidas Secas, de Nelson Pereira dos Santos, e também do Terra em Transe, de Glauber Rocha. E isso foi só o começo da sua carreira no cinema.

Luiz Carlos, cearense, começou a carreira como jornalista. Trabalhou em alguns jornais, no Ceará e no Rio, entre eles o famoso O Cruzeiro, cujo dono era Assis Chateaubriand. Eles se conheceram no Festival de Cannes, quando o então jornalista cobria o festival de cinema para O Cruzeiro. Ali se estabeleceu uma importante amizade, além de ser o começo de uma aproximação ao universo do cinema por parte do futuro produtor.

A essa altura, Luiz Carlos Barreto já estava casado com a sua esposa, Lucy Barreto. Essa que se tornou uma companheira da vida inteira: hoje são 64 anos de casamento, filhos, parcerias e muito trabalho juntos na produtora LC Barreto.

Com muita cumplicidade, eles participaram de grandes filmes nacionais desde a década de 1960. Podemos pincelar alguns, como os filmes Dona Flor e seus Dois Maridos, em 1976, ou Bye Bye Brasil, de Cacá Diegues, em 1980.

O Quatrilho, do filho Fábio Barreto, levou o Brasil às indicações do Oscar em 1985 e simbolizou uma nova era de produções nacionais, reconhecidas internacionalmente. Esse movimento passou a ser chamado de a Retomada do Cinema Brasileiro.

De Cinema Novo à Retomada, o casal Luiz e Lucy são importantes testemunhas, participaram e contribuíram. E assim conquistaram seu espaço na história do cinema nacional.

 

Equipe Villarino

Fotos: Cristina Granato

Confira o nosso álbum completo do aniversário de Luiz Carlos Barreto: www.facebook.com/portaldovillarino

 

Leia Mais

Martinho da Vila, um musical

Essa semana estreou o musical sobre a vida do Martinho da Vila, no teatro Clara Nunes, no Shopping da Gávea. A temporada vai até 15 de julho!

No elenco, são três atores interpretando Martinho em diferentes fases de vida, entre eles Nill Marcondes. Babi Xavier faz o papel de Cléo, a esposa de Martinho e produtora do espetáculo.

O espetáculo, que tem como curadora, Cléo Ferreira, esposa do sambista, contará a vida de Martinho da Vila, com base no livro “Memórias Póstumas de Teresa de Jesus”, publicado por ele, além de uma vasta pesquisa no acervo e entrevistas com o artista. Grandes sucessos do cantor também fazem parte do musical. No cenário, projeções de fotos e os ambientes que retratam a sua vida pessoal e profissional desde a década de 40 até os dias atuais.

“Depois que o Martinho recebeu o título de Doutor Honoris Causa, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), em outubro de 2017, nos sentimos na obrigação de levar ao conhecimento do público, toda uma história de vida ligada ao movimento negro e preocupação com a língua portuguesa nos países lusófonos. Além disso, falar da sua carreira artística de grande sucesso, ao longo de seus 80 anos”, explica Ana Ferguson.

 

Foto: Jansen Davidson

Leia Mais

Harry & Meghan

Neste sábado o príncipe inglês Harry se casa com a atriz norte-americana Meghan Markle. Mais uma vez, um membro da família real escolhe alguém fora de seu círculo de nobreza para integrar esse seleto grupo, definido por berço até bem pouco tempo atrás. Para alguns, Lady Diana significou uma ruptura nesse sentido, mas outros argumentam que ela sempre frequentou a nobreza, sendo parte daquele meio.

Quando William, o filho mais velho de Lady Diana e o Príncipe Charles, noivou Kate, o debate ressurgiu com força. Haveria ainda menos laços de nobreza na família da noiva, embora a família de Kate tivesse uma boa situação financeira. Tanto que foi possível que os dois tivessem convivido nos mesmos ambientes e, assim, se conhecerem.

Harry, por sua vez, sempre teve a fama de ser o mais polêmico dos dois irmãos. Talvez por não ser o herdeiro direto, ele é o sexto na sucessão do trono, ele tenha mesmo mais liberdades. Mas a escolha por uma norte-americana, atriz hollywoodiana famosa pela série Suits, é um passo a mais que talvez nem mesmo a experiência da vovó Beth poderia prever.

Não que Harry seja o primeiro na família, pois o irmão de seu bisavô George, Edward abdicou de ser rei para poder se casar com uma norte-americana que estava para se divorciar pela segunda vez. Isso em 1936. Para os protocolos da época, foi um escândalo e tanto. Tanto que se tornou um dos monarcas com menos tempo no poder, não chegando a um ano sob a coroa.

A cara metade de Harry também já foi casada, mas os tempos são outros e isso não escandaliza mais tanto os protocolos reais. Por outro lado, mais do que um casamento transatlântico, Harry trouxe para o Palácio de Buckingham a questão racial. Por enquanto, o assunto trouxe muita manchete em jornal. Mas, se trará mudanças simbólicas reais nesse campo no Reino Unido, isso só o tempo haverá de dizer.

Equipe Villarino

Leia Mais

Novo espaço de eventos no Grand Hyatt

Esta semana aconteceu o jantar de lançamento do novo espaço para eventos do Grand Hyatt Rio de Janeiro: ESPAÇO TANO, com decoração assinada por Cristina Lips.

Com capacidade para até 300 convidados, vista deslumbrante para Lagoa Marapendi e a possibilidade de assistir ao por-do-sol de camarote, o novo espaço deve entrar rápido na agenda para receber casamentos e outras festas!

O Vice Presidente de Área, Christophe Lorvo, recebia ao lado da Executiva de Eventos Sociais, Taiana Auip, e da decoradora Cristina Lips!

 

Veja nossa galeria completa de fotos na nossa página no Facebook! www.facebook.com/portaldovillarino

Leia Mais

Gustavo Rinkevich é o convidado do ‘Cozinha de Amigos’ do puro

Pedro Siqueira recebe chef do Rocka Beach Lounge & Restaurante para jantar com menu a quatro mãos

 Na terceira edição do ano do “Cozinha de Amigos”, o chef Pedro Siqueira recebe o argentino Gustavo Rinkevich, do Rocka Beach Lounge & Restaurante, de Búzios, para um jantar com menu especial, criado a quatro mãos, no restaurante Puro. O objetivo do projeto é celebrar o uso sustentável dos ingredientes – que chegam diretamente dos produtores locais – e a preservação da identidade dos elementos naturais em cardápios inspirados na história da culinária brasileira e na amizade entre os cozinheiros.

Argentino descendente de família russa, Gustavo Rinkevich passou por renomados restaurantes na Europa antes de vir morar no Brasil. Foram mais de dez anos se aventurando pelas cozinhas espanholas, onde aprendeu a combinar sabores locais com técnicas de vanguarda. Saiu do Ama Lur, em Ibiza, onde chefiou a cozinha por cinco anos, para assumir o Rocka em 2009. O que seria uma temporada, acabou se tornando o endereço definitivo do chef.

Em 2016, conheceu o chef Mauro Colagreco, que o convidou para um treinamento em seu restaurante, o Mirazur, francês com duas estrelas Michelin e quarto melhor do mundo pelo 50 Best Restaurants (2017). Aos 39 anos, Gustavo transita com fluidez entre os chefs brasileiros, sendo chamado constantemente para jantares a quatro mãos.

No menu em seis tempos criado em parceria com Pedro Siqueira, o chef argentino apresentará seu famoso siri com espuma de coco para entrada, lula com legumes e preliné gergelim preto como prato principal e sobremesa de chocolate branco com sorvete de maracujá. O chef do Puro completa o cardápio com entrada de ovo, pupunha, ervilha e caldo, principal de vaca com pimentão, couve e farofa e sobremesa de tangerina. Também serão apresentadas receitas especiais de drinques, assinados por Alex Mesquita.

O projeto “Cozinha de Amigos” foi criado por Pedro Siqueira em 2016. Em 2018, serão seis encontros até novembro, com menus com de seis a oito pratos elaborados pelo chef do Puro junto com o chef convidado. O paraibano Onildo Rocha (Cozinha Roccia) e o baiano Fabrício Lemos (Origem) foram os convidados das edições de janeiro e março. Felipe Schaedler (Banzeiro), Paulo Shin (Komah) e Oscar Bosch (Taniti) estão previstos para os próximos jantares.

 

Leia Mais

Depois de seis temporadas esgotadas em São Paulo, monólogo cômico Fale Mais Sobre Isso de Flávia Garrafa ganha temporada carioca no Teatro dos 4, no Shopping da Gávea

Com 25 anos de carreira na TV, no teatro e no cinema, a atriz e psicóloga Flávia Garrafa (que atuou nas séries “Tô de Graça”, do Multishow, e “Surtadas na Yoga”, da GNT; e no filme “O Candidato Honesto”, de Roberto Santucci) desembarca no Rio de Janeiro com seu monólogo cômico Fale Mais Sobre Isso, idealizado por seu companheiro Pedro Vasconcelos (diretor dos filmes “Fala Sério, Mãe!”, “Dona Flor e Seus Dois Maridos” e “O Concurso”).  Depois de seis temporadas esgotadas em São Paulo, a peça entra em cartaz no Rio de Janeiro entre 7 de maio e 25 de junho, no Teatro dos 4, no Shopping da Gávea, com sessões às segundas-feiras, sempre às 20h.

Dirigido por Pedro Garrafa, irmão e sócio da atriz, o espetáculo é o primeiro texto teatral escrito por Flávia. A peça discute com muito humor a capacidade e o desejo de mudança das pessoas que procuram a psicoterapia. Em cena, uma psicóloga conhece as angústias, dúvidas, questionamento e desconforto de quatro pacientes.

A terapeuta Laura está na faixa dos quarenta anos e, como a maioria das mulheres, divide seu tempo entre cuidar da família e da carreira. Sob a ótica dessa figura, a plateia acompanha o atendimento do Sr. B, um jovem de cerca de 30 anos que tem a organização e a metodologia como lemas de vida; da Sr. C, que foi trocada por uma mulher mais jovem e, ao invés de sentir tristeza, fica feliz e sente-se culpada por isso; do Sr. D, que acredita ser Deus; e de Alice, uma senhorinha doce de 78 anos que nunca conseguiu falar o que realmente sente.

“Os pacientes são inspirados na vida real, mas não em uma experiência minha como psicóloga ou de qualquer outra pessoa. Eu pensei em como seriam essas pessoas no psicólogo. Acho que são tipos muito comuns que se comportariam de maneira muito peculiar em um consultório e dariam muito material para o terapeuta. É muito importante que os casos não se resolvam todos, porque a psicologia não é magia, não é conto de fadas. É a vida real, e, como em qualquer outra profissão das saúde, às vezes os problemas não têm solução”, explica Flávia.

Além da vida real, outra inspiração para a peça foi o romance “Mentiras no Divã”, de Irvin D. Yalom. “A partir desse livro eu comecei a ver como um consultório pode ser ficcionalmente interessante. Reli também muitos volumes do Freud, como ‘A Interpretação dos Sonhos’, e conversei com muitos psicólogos. Na verdade,  continuo conversando com eles e mudando sempre a peça, porque isso é fundamental”, acrescenta.

A ideia de juntar teatro e psicologia surgiu em 2015, graças a Pedro Vasconcelos, que, por conhecer muito bem a atriz, sugeriu que ela escrevesse e interpretasse um texto sobre a vida de cinco personagens em busca de mudanças.  “É a realização de um desejo levar para o palco a junção dessas tão antagônicas profissões: psicóloga e atriz. O texto busca mostrar o lado da terapeuta, as falas das outras personagens acabam por esclarecer quem é a psicóloga, seus medos e questões”, conta a atriz e dramaturga.

 

Sobre Flávia Garrafa

Formada em Psicologia pela Universidade de São Paulo, Flavia Garrafa estudou artes cênicas no teatro escola Célia Helena e no The Lee Strasberg Theatre Institute – New York. Atriz, diretora e dramaturga, ela participou de novelas na Rede Globo, séries para diferentes canais brasileiros, quatro longas-metragens no cinema e mais de 25 peças de sucesso na capital paulista.

Com mais de 20 anos de experiência no ensino de teatro para jovens. Flávia se tornou uma referência neste ramo de atividade, unindo a psicologia à arte. Entres seus principais trabalhos na TV e no cinema se destacam: as novelas “Salve Jorge”(2012), “Morde e Assopra” (2011) e “Amor Eterno Amor” (2012); os longas-metragens “O Concurso” (2013) e  ”O Candidato Honesto” (2014); e as séries “Surtadas na Yoga” (GNT 2013 e 2014) e “Tô de Graça” (Multishow 2017).

No teatro, Garrafa destacou-se por atuar em “TOC TOC”, de Laurent Baffie, com direção de Alexandre Reionecke; “Paulo Francis Está Morto”, de Paulo Coronato, com direção de Denise Weimberg; “Assim com Rose”, contos de Mário de Andrade adaptados por Mario Vianna, com direção Jairo Mattos; “Arsênico e Alfazema”, de Joseph Kesselring, com direção de Alexandre Reinecke; “Caras e Bocas”, com texto e direção de Angela Dip; “ A Gata Borralheira”, de Toni Brandão, com direção de Débora Dubois; “Há um Incêndio sob a Chuva Rala”, de Vera Karam, com direção de Ary França; “Guerra Na Casa Do João”, de Toni Brandão e Débora Dubois; “Grogue”, de Toni Brandão, com direção de Débora Dubois, pelo qual foi indicada como melhor Atriz no Prêmio Coca Cola de Teatro Jovem; e “Cuidado: Garoto Apaixonado”, de Toni Brandão, com direção de Débora Dubois, pelo qual foi indicada ao prêmio Mambembe e ao Prêmio APETESP de melhor atriz coadjuvante, em 1998.

 

Sobre Pedro Garrafa

Ator, dramaturgo, diretor e professor de teatro, Pedro Garrafa graduou-se Bacharel em Comunicação das Artes do Corpo pela PUC-SP em 2003.  Desde 2004, dedica-se ao ensino do teatro para jovens e à produção de espetáculos profissionais, constantemente voltados também a este público. Complementam, ainda, as suas atividades profissionais alguns trabalhos em cinema digital, com destaque para o roteiro e direção do curta-metragem “OCOS!”, contemplado pelo edital do 14º Cultura Inglesa Festival de 2010.

Entre seus últimos trabalhos em direção teatral e dramaturgia, destacam-se: a dramaturgia e direção de “A Melhor Fatia ou o que a Dorothy Quer?” (2005), a direção de “Oito a Zero, os Futebóis do País” (2008), de sua autoria junto a Ricardo Sawaya; “A Garota Número Um” (2009), espetáculo juvenil também de sua autoria, dirigido por Tatiane Daud; a direção do clássico “As Três Irmâs” (2010), de Anton Tchékhov, com a Cia dos Desejos; a direção do espetáculo da Inevitável Cia.  “Desvio” (2011), de Juliana Gonçalves; a autoria e direção do juvenil “Enquanto o Mundo Explode” (2010), com o Grupo de Teatro Coceira; a direção do espetáculo “Nem Sonhando” (2012); e “O Alvo” (2014).

 

SINOPSE

A terapeuta Laura está na faixa dos quarenta anos e, como a maioria das mulheres, divide seu tempo entre cuidar da família e da carreira. Em seu consultório, ela atende Sr. B, um jovem de cerca de 30 anos que tem a organização e a metodologia como lemas de vida; da Sr. C, que foi trocada por uma mulher mais jovem e, ao invés de sentir tristeza, fica feliz e sente-se culpada por isso; do Sr. D, que acredita ser Deus; e de Alice, uma senhorinha doce de 78 anos que nunca conseguiu falar o que realmente sente.

 

FICHA TÉCNICA
Ideia Original: Pedro Vasconcelos
Texto: Flávia Garrafa
Direção: Pedro Garrafa
Assistente de direção: Kuka Annunciato
Elenco: Flávia Garrafa
Iluminador: Matheus Heck e Pedro Garrafa
Cenário: assinado pelas arquitetas Llaneli e Friedemann e móveis da Especialista
Figurino: Carmela Coach de Imagem
Trilha Sonora: Diego Trindade
Participação especial: Manuela Martins
Direção de produção: Elemento Cultural – Fernanda Bianco e Guilherme Maturo
Produção Local: Lis Maia – Boa Ideia
Fotos: Lila Batista
Comunicação Visual: Elemento Cultural
Assessoria de imprensa: Pombo Correio

 

SERVIÇO
Fale Mais Sobre Isso, de Flávia Garrafa
Teatro dos 4 – Shopping da Gávea –
Rua Marquês de São Vicente, 54 – Gávea, Rio de Janeiro
Temporada: de 7 de maio a 25 de junho
Às segundas-feiras, às 20h
Ingresso: R$ 60 (inteira) e R$30 (meia-entrada)
Duração: 70 min
Classificação:
14 anos
Lotação
: 402 lugares

Leia Mais

Madonna apresenta versão de Like a Prayer no MET Gala

Na noite da última segunda-feira, 7, aconteceu mais uma edição do baile MET Gala, em Nova York. Neste ano, o tema foi Heavenly Bodies: Fashion and the Catholic Imagination (Corpos Sagrados: Moda e A Imaginação Católica), o que levou muitas famosas a buscar looks inspirados na religião e em obras de arte. Madonna, um dos grandes nomes presentes, compartilhou os preparativos no Instagram.

Even Queens need to eat. …………👑🙏🏼😇 #metgala #magic #heavenly. @andylecompte @visionaaron

Uma publicação compartilhada por Madonna (@madonna) em

A eterna Material Girl apresentou uma nova versão de ‘Like a Prayer’ no evento.

De acordo com informações da revista Quem!, “Se no começo da carreira, Madonna chocou a igreja com suas performances, na noite de segunda-feira (7), a cantora combinou bastante com a temática do baile. Dentro do museu, a artista fez uma apresentação surpresa para os convidados e cantou o sucesso “Like a Prayer”, “Hallelujah” e a inédita “Beautiful Game”. A revista “Vogue” destacou a performance de Madonna: “Andando pela multidão e de repente surgindo no meio dos convidados, a deusa praticamente fechou o Met e nós fazemos nossa reverência à Madonna, a rainha do pop, agora e para sempre”.

 

Leia Mais

REEDUCAÇÃO POSTURAL – Não exagere no salto alto!! Ame sua coluna.

A técnica de Reeducação Postural Global (RPG) consiste em ajustamentos na postura para reorganização dos segmentos do corpo humano, permitindo o reequilíbrio dos músculos que firmam a postura, identifica e alonga os músculos considerados responsáveis pela alteração postural. Nem sempre o paciente precisa estar com dor, nem dor crônica decorrente de posturas incorretas ou doenças que interfiram no alinhamento corporal.

A partir da consciência corporal há o alinhamento físico e a força muscular.  A RPG, como é popularmente conhecida, ajuda na posição ideal da cabeça, que está projetada à frente, dos ombros, que estão “enrolados” e da coluna desalinhada.

A excelente fisioterapeuta Bruna Salmen, usa com muita propriedade e ensina a seus clientes a mecânica respiratória correta. Bruna me explicou que, posturas curvadas e acúmulo de tensões nos ombros provocam uma respiração curta devido a um diafragma bloqueado. Postura correta e boa respiração caminham juntas.  Ela me perguntou se eu sabia que as mulheres por usarem habitualmente salto, alto transferem seu centro de gravidade à frente e podem adquirir posturas compensatórias, que em algum momento poderá trazer dores, desconfortos e até edemas?

A RPG irá reequilibrar estas compensações e melhorar possíveis dores. Além disso, o fisioterapeuta poderá orientar quanto ao salto ideal e  o número de sessões.

Fisioterapeuta
DraBruna Salmen
brunasalmen@hotmail.com
Contato: 980943222
Por: Estrella Assayag

Leia Mais

Show de Skank reuniu estrelas

A banda mineira Skank fez show no Vivo Rio no centro do Rio de Janeiro este final de semana. O evento trouxe vários famosos para cantar junto com o vocalista do grupo, Samuel Rosa. O ator Thiago Lacerda, protagonista da novela Orgulho e Paixão, foi um dos fãs a prestigiar o show, levando inclusive o seu filho Gael. Outras personalidades presentes foram a cantora Vanessa da Matta e a atriz Carla Marins. O cantor Getulio Cortes, um grande intérprete das músicas de Frank Sinatra, também compareceu e encontrou a banda.

Para mais fotos, confira nossa galeria no Facebook: @portaldovillarino

Fotos: Ricardo Nunes

 

Leia Mais

Zezé Motta brilha ao cantar seu novo álbum

A atriz da novela O Outro Lado do Paraíso fez um show de lançamento do seu novo álbum “O samba mandou me chamar”, no Theatro Net Rio. A sua carreira de atriz é mais conhecida, afinal são 50 anos dedicados aos palcos e às câmeras. Será a nossa eterna Xica da Silva, do filme de Cacá Diegues. Mas, além de atuar, Zezé tem paixão por cantar, com uma experiência que vem desde o seu primeiro trabalho no teatro, com um papel no coro do musical “Roda Viva”, de Chico Buarque, ainda em 1967.

Sua relação com o samba não é de hoje, mas este álbum é inteiramente dedicado ao estilo musical. Conta com grandes parcerias, como Arlindo Cruz e Xande de Pilares. Tem pitadas de clássicos também, com uma interpretação de Caciqueando, hino da agremiação Cacique de Ramos.

Duas faixas do álbum já são conhecidas dos nossos irmãos portugueses: “Ficar a seu lado”, sobre “cara metade” e amor, e a “Batuque de Angola”, um cadenciado samba de terreiro. Em Portugal, as canções foram incluídas na trilha da novela “Ouro verde”, que Zezé estrelou no ano passado na Terrinha.

Fotos: Mariama Prieto

Leia Mais