Notícias

Home/Social/Celebridades se posicionam contra o machismo

Celebridades se posicionam contra o machismo

Com informações da BBC Brasil

 

Na última semana, um vídeo viralizou nas redes. Nele, torcedores brasileiros, sob o pretexto de ensinar cantos de torcida, fazem com que uma mulher russa repita palavras que remetem ao órgão sexual feminino.

Ela sorri e repete animada, claramente sem compreender o teor do que está sendo dito. Diferente do que era esperado pelos autores do vídeo, que tentavam fazer humor às custas de alguém que não dominava o português, a repercussão negativa gerou uma série de manifestações de recriminação à ação dos torcedores.  A atitude foi recriminada por diversas celebridades brasileiras, como Fernanda Lima e Bruna Linzmeyer.

“Não é engraçado. É machismo. Misoginia. E vergonha. Muita vergonha”, afirmou a Linzmeyer, em seu perfil do Instagram. As cantoras Ivete Sangalo e Daniela Mercury lamentaram, pelo Twitter, o que chamaram de “papelão machista” e “abuso moral”.

Além disso, resultou no posicionamento de grandes empresas, como Latam, por exemplo.

A atitude desrespeitosa dos torcedores gerou uma grande onda de protestos e críticas às posturas machistas adotadas. As falas engrossaram as denúncias sobre machismo e sexismo no Brasil que permeiam todos os setores, desde o ambiente profissional ao cotidiano das mulheres.

O combate ao machismo tem sido pauta recorrente. Em  Hollywood, por exemplo, o movimento Time’s Up! Mudou a dinâmica das premiações, expôs e baniu figuras poderosas do mercado cinematográfico americano. No Brasil, o combate a estas formas de violência tem adquirido cada vez mais adeptos. Comportamentos antes naturalizados tem sido repensados e novas posturas adotadas.

Na semana passada, Gabi Amarantos fez uma reinterpretação da música Mulheres, clássico imortalizado na voz de Martinho da Villa. A cantora alterou a letra da canção retirando itens considerados machistas e substituindo-os por temas da causa feminista.