Notícias

Home/Social/Do “beautiful people” ao “polemic people”…

Do “beautiful people” ao “polemic people”…

Bons tempos em que para lançar um evento bastava apenas contar com a presença de pessoas
bonitas, ou “beautiful people”, como se costuma dizer. Já ando nas lides sociais há mais de
uma década, portanto, há uma geração. E posso dizer que muito mudou, desde os meus
inícios…
Antes, bastava contar com uma lista gente interessante, quer fosse pelo seu status, profissão
ou pela beleza e elegância. Tudo contava para se obter uma bela festa e dela obter o devido
retorno. Mas hoje em dia as regras mudaram… E são as próprias revistas “cor de rosa” que as
ditam, pois não basta já contar com este rol. É preciso ter alguém televisivo ou, de preferência,
polémico, que esteja na “berra” pelas piores razões. Porque, infelizmente, isso vende. E é logo
por aí que qualquer senhora que esteja no cabeleireiro ou num consultório pega numa dessas
revistas. Se a capa contiver algo “quente” do momento, vai logo folheá-la.
É pena, pois essas mesmas pessoas, se por um lado interessam às revistas, por outro podem
“matar” uma marca ou um evento. Resultado, corremos o risco de ter cada vez menos flashes
quando organizamos algo…
Por “polemic people” entenda-se, aquele tipo de pessoas oriundas de um reality show ou por
ter sido infiel e andar com outro alguém e ter sido apanhado, ou por beber ou até se drogar…
É só escolher. Essas pessoas “pesadelo” que procuram a fama pelas piores razões… Com a
cultura dos reality shows, chamo a atenção para a falta de méritos de pessoas que pretendem
entreter e procuram a fama de forma muito rápida, mas que vulgarmente perdem o controlo,
pois são capazes de tudo fazer pela fama. Os concorrentes passam de figuras do anonimato a
figuras públicas num ápice. Na sua maioria, quando saem de um desses programas, marcam
presença, semanalmente, em bares e discotecas, dão autógrafos, promovem encontros com
fãs, reaparecem noutros programas de TV a darem entrevistas, fazem anúncios de publicidade,
chegam a entrar em telenovelas… Portanto, os reality shows são programas que giram à volta
de pessoas que só estão atraídas pela fama e que, ainda por cima, acabam por se tornar ídolos
de muitos… E acabam por encher páginas e páginas de revistas. Lamentável!
Claro que há excepções! E ainda vão acontecendo festas onde o glamour e o “beautiful
people” andam de mão-dada. É o caso do “Baile dos Anos 20”, que ocorre no Hotel Palácio, no
Estoril, todos os anos. Ali, o grande “chamariz” deve-se ao facto de os convidados irem
vestidos, a rigor, à época. Caso contrário, acho que a imprensa não acudiria em peso. Digo-o
eu, que tenho organizado os mais variados eventos, com uma lista infindável de gente bonita,
elegante, com “pedigree”, mas que no seguimento de um “para efeitos de agenda, solicitamos
envio da listagem de convidados confirmados para o evento” e após envio da mesma, recebo
apenas um “agradecemos o convite e gostaríamos de poder responder afirmativamente, mas
é-nos impossível deslocar uma equipa para esse trabalho”. Portanto, não é preciso ceder e
rendermo-nos à sede por pessoas polémicas. Porém, já que o “beautiful people” não chega, há
que ser criativo q.b.

João Libério

Foto: Pxhere

Post Tags - ,