Notícias

Home/Agenda/O inimigo do meu inimigo

O inimigo do meu inimigo

Esse título instigante por si só nos faz refletir sobre uma palavra tão utilizada em nossos dias de hoje. O inimigo. E quem é o inimigo do meu inimigo?

Tive a grata oportunidade de vivenciar o tema acima no museu Palais de Tokyo em Paris, na exposição L’Ennemi de mon ennemi do artista Neil Beloufa.

A exposição se baseia em um dispositivo cenográfico que representa uma visão caótica e fragmentada de como a história é escrita e pela qual o poder é legitimado na era contemporânea.

Nos faz refletir o momento que estamos vivendo, onde diversas decisões e escolhas determinam mudanças irreversíveis e com consequências devastadoras.

Inspirando-se na comunicação oficial, memoriais, museus de guerra e propaganda política, bem como eventos contemporâneos, publicidade e jogos de vídeo, a exposição explora a permutabilidade de estratégias e discursos. Ao fazê-lo, joga com a ambiguidade permanente entre o bem e o mal, heróis e vilões, posturas e imposturas.

O dispositivo cenográfico, criado especialmente pelo artista para esta exposição, integra obras de arte, documentos, imagens, artefatos, reproduções e objetos que são constantemente movidos por elementos robóticos de acordo com um programa algorítmico. O dispositivo permite, assim, uma reavaliação constante de possíveis associações, perspectivas e significados.

Se estiverem em Paris ou com viagem agendada super recomendo a visita! O museu é lindo! Com vista maravilhosa da torre Eiffel! Vale um cocktail no restaurante local Les Grands Verres. E a bookstore é sensacional!

Boa semana para todos vocês!

A bientôt!

Patricia Figueiredo

Post Tags -