Notícias

Home/Monika Nakamura/O poder do perfume

O poder do perfume

Você sabe qual o verdadeiro poder da utilização de um perfume? Parece ser tão banal o uso de um perfume no dia a dia mas ao contrário do que se pensa esse poder é muito grande além de ser fascinante.

Em primeiro lugar , o perfume que se escolhe para usar diz muito sobre a personalidade de quem o usa. As fragrâncias são diversas e vão dos tons florais até os frutais. Florais dizem mais sobre personalidade romântica e sonhadores enquanto os frutais se relacionam a pessoas mais alegres e otimistas na sua maioria. Os tons amadeirados tem relação a pessoas mais racionais e pés no chão. Os tons apimentados a pessoas mais sensuais. E por aí vai! Uma gama de diversidades existem atualmente no mercado de consumo . Ao optar por uma determinada marca ou tipo a pessoa está diretamente se conectando consciente ou inconscientemente com o seu tipo de eu mais profundo. Puro autoconhecimento!! Um tipo de perfume também tem o poder de atrair ou de repelir e não é raro quando alguém lembra de uma ocasião em que foi mais ou menos feliz ao usar tal perfume. Também quando esteve em determinado ambiente e o perfume o fez relembrar algo bom ou difícil .

A importância do perfume e a força da presença que esse deixa no “ar” pode influenciar diretamente ou indiretamente até nos negócios e relacionamentos entre as pessoas que se encontram em determinado momento. E fora o poder que o perfume também pode fazer através das curas físicas e espirituais. Elevando ou diminuindo a autoestima de um indivíduo. Pois é muito importante que cada pessoa pesquise e faça uma autoanálise sobre a influência que o próprio perfume pessoal pode causar no ambiente ao redor e nas pessoas próximas a ela.

Um cheiro que soa desagradável em outras pessoas pode ser indício de que se escolheu a fragrância errada para si. Ao contrário, se causar prazer aos outros quer significar que a escolha foi mais do que acertada. Que tal pensar sobre esse tema na sua próxima compra? E pode acontecer também de em determinadas épocas precisar usar um determinado perfume e depois enjoar e sentir necessidade de trocar por um outro tipo. Isso acontece por uma única razão , o efeito que você precisava antes por algum motivo completou sua missão .

Os tempos mudaram assim como as pessoas e situações também mudam. E ter flexibilidade para fazer mudanças inclusive no uso rotineiro de um perfume faz parte de uma evolução não apenas interna mas externa por assim dizendo. No estudo da aromaterapia pode se encontrar diversos tipos de óleos essenciais, aprender a fabricar o próprio perfume e incutir a sua personalidade marcante.

Como aromaterapêuta costumo sugerir que as pessoas sintam o cheiro e os aromas que lhe se apresentam mais fascinantes e tenham através da obtenção do momento presente a sua necessidade real ao escolher um perfume. Sabendo a partir de agora que a força de um perfume que se usa no corpo ou no ambiente tem muito a ver com a personalidade e também sobre a necessidade que se tem de determinado aroma em sua vida.

Mônika mgm Nakamura