Notícias

Home/Agenda/RESPIRAÇÃO KRAJCBERG

RESPIRAÇÃO KRAJCBERG

Homenagem a Frans Krajcberg, artista e ativista ambiental

Exposição na Casa Museu Eva Klabin, na Lagoa

Um dos maiores nomes da arte contemporânea brasileira, o artista Frans Krajcberg é o grande homenageado do projeto Respiração, da Casa Museu Eva Klabin, com curadoria de Marcio Doctors. Sete grandes obras, além de fotos e vídeos instalações, irão intervir no acervo permanente da casa, estabelecendo tensão expressiva entre a destruição da II Guerra Mundial e a destruição da Natureza, dois momentos marcantes da vida do artista, que faleceu no ano passado, e que foi um ativista das causas ambientais até a sua morte.

A exposição faz parte do circuito VIP da ArtRio e inaugurou no dia 15 de setembro, com a participação do Sr. Israel Klabin, importante ambientalista, em uma das vídeos instalações.

Nas palavras do curador: “Krajcberg é um inventor de objetos sensíveis que nos emocionam porque, sem querer imitar a Natureza, sua obra nos coloca frente a frente com a potência de sua beleza porque não a interpreta ou a representa; ele simples e humildemente aceita que, sendo impossível competir com a beleza natural – o que inclusive não faria mais sentido depois que a arte moderna separou a beleza estética da beleza natural –, ele poderia dedicar-se, como um arqueólogo do futuro, a inventar obras que retenham recuperando, através dos escombros da destruição, a memória de um planeta que um dia destruiu o meio ambiente e que restaram essas relíquias preciosas de beleza natural, que são as suas obras.”

Frans Krajcberg nasceu na Polônia e viveu muitas vidas em uma só. No início da idade adulta perdeu tudo na Segunda Guerra Mundial e partiu para a Rússia, onde se juntou ao exército soviético para lutar a Batalha de Leningrado. Foi durante esse período de conflitos que começou seu trabalho artístico. Estudou Engenharia, trabalhou no Cazaquistão, foi paraquedista, voltou para o campo de batalha até chegar na Alemanha, onde estudou na Escola das Artes de Stuttgart. De lá partiu para Paris e, por sugestão, de Marc Chagall, pegou a rota para o Brasil, chegando com 26 anos, sem falar a língua e sem ter onde ficar. Até que em 1951 trabalhou na primeira Bienal de São Paulo como montador de quadros. Da amizade com Lasar Segall surgiu o convite para trabalhar no Paraná como engenheiro florestal, e foi lá, morando no meio do mato, que Krajcberg encontrou o refúgio que tanto buscava. O cenário ideal para reencontrar o sentido da vida e criar.

Em 1957 venceu o prêmio de pintura da Bienal de São Paulo e partir daí teve seu nome projetado para o mundo.  Em 1972 radicou-se em Nova Viçosa, criando o Museu Ecológico Frans Krajcberg.

Sobre o curador

Foi representante da América Latina no Comitê Internacional para museus-casas históricas (ICOM Demhist) de 2002 até 2008. Atualmente é membro do CIMAM.

Teve seu projeto Espaço de instalações permanentes do Museu do Açude, premiado pelo Governo do Rio de Janeiro, com o prêmio Estácio de Sá, em 2004.

Primeiro espaço de instalações contemporâneas permanentes do Brasil, com curadoria de obras importantes como o Magic Square n. 5 De Luxe, de Hélio Oiticica.

Deu seguimento a abertura ao público da Casa Museu Eva Klabin, criando em 2004, o Projeto Respiração, convidando artistas contemporâneos a intervirem junto ao acervo clássico da casa museu.

Casa Museu Eva Klabin

Av. Epitácio Pessoa 2480 | Lagoa | RJ

Tel: 3202 8550

www.evaklabin.org.br/projeto-respiracao

Visitação: De terça a domingo das 14 às 18 hs

Ingressos:

R$ 10,00 (inteira) | R$5,00 (meia – acima de 60 anos e estudantes)

Gratuidade: crianças até 10 anos e aos finais de semana e feriados.

Fotos: Marco Rodrigues

Para a galeria completa, confira a nossa fanpage.